ENETEC 2016: VIII Encontro Nacional de Educação Tecnológica

0
109
ENETEC
Público no César Cava na Parte da Manhã

No dia 21 de outubro foi realizado, no Teatro César Cava em Presidente Prudente, o ENETEC 2016: VIII Encontro Nacional de Educação Tecnológica. Das 8 edições do evento, a deste ano foi considerada  a mais importante por ter contribuído com o combate ao inimigo número 1 do período de verão: o mosquito Aedes aegytpi, com várias palestras ministradas pelos maiores especialistas do pais e com as belas apresentações sobre o combate à Dengue desenvolvidas por alunos da Prefeitura de Rancharia e do Colégio Anglo de Dracena.

Na parte da manhã o auditório César Cava estava completamente lotado e os alunos deram um verdadeiro show no palco, apresentando suas produções multimídia com temas transversais. 

 

BAND FAZ COBERTURA DA MESA REDONDA DE FORMAS DE COMBATE AOS MOSQUITOS DA ESPÉCIE AEDES AEGYPTI

Na parte da tarde foi realizada uma Mesa Redonda de Formas de Combate aos Mosquitos da Espécie Aedes aegypti, reunindo os maiores pesquisadores do pais com participação especial do Coronel José Roberto, Coordenador de Defesa Civil do Estado de São Paulo, representado o Governador. A TV Band fez a cobertura do evento, veiculando uma longa reportagem, que foi postada no portal da Band no seguinte link:

 

image004

http://noticias.band.uol.com.br/bandcidade/spinterior/video/2016/10/21/16036115/autoridades-discutem-formas-de-combate-a-dengue.html

 

RELATOS DOS PARTICIPANTES

Recebemos vários relatos por Email ou WhatsApp sobre o ENETEC 2016: VIII Encontro Nacional de Educação Tecnológica:

 

“Prezado Celso,

Parabéns pela realização do ENETEC/2016.

Foco na Educação pela manhã onde o entusiasmo da garotada  tomou conta da festa e a emoção dos professores, diretores e jurados deram a tônica da beleza do evento matutino.

A tarde um evento da mais alta relevância para o pais, pois o tema  sobre o uso das tecnologias no combate ao Aedes aegypti reuniu pesquisadores renomados, com vasta experiência de pesquisa na área. Mais uma vez, parabéns!!!!“

Prof. Titular Edmilson Bruno da EBS de Manaus

 

“Prezado Celso,

Senti-me honrado com o convite para participar ativamente no VIII ENETEC-2016. Parabéns pela organização e pelo programa.  Pois proporcionou a todos os participantes a oportunidade para integração dos saberes em prol da instalação de um processo direcionado para a erradicação dos mosquitos urbanos transmissores das arbovirose: Chikungunha, Dengue e Zika. O desdobramento do encontro certamente será lembrado como o marco Zero da façanha brasileira de re-erradicação  dos mosquitos da especie Aedes aegypti. Esse é um sonho que pode ser concretizado com a motivação coletiva da população e uso racional das mosquitéricas.

Na concretização do sonho vc entra como um dos mosquiteiros.

Por acreditar nesse feito, deixo um forte abraço.”

Dr. Maulori Cabral da UFRJ,  Inventor da Mosquitérica

 

“Bom dia Celso. O evento foi fantástico, você conseguiu reunir pessoas e fazer um evento que falta até em congressos. Outra  coisa que gostaria de parabenizar é sobre a questão dos trabalhos apresentados, isso é muito importante essa iniciativa, os alunos aprendem muito, e foi particularmente um show.”

Dr. João Zequi da UEL

 

“Caro Celso Tatizana!…

Em nome do Projecto TISA-Angola, sentimo-nos regozijados, não só pelo lugar almejado mas também pela contribuição ao combate a um mal que afecta os dois países: o Anófeles e o Aedes Aegypti.

              1º Espero que agora consigamos levar o nosso projecto avante (massificar a ideia nas escolas), que é a parte mais importante.

              2º Estaremos mais atento, juntando já os esforços para a nossa participação presencial o próximo ano (Alunos e Professores).

Cordiais Saudações”

Sabino Chapukua – Professor de Angola

 

“Caro Celso,

Parabéns pelo enorme sucesso do evento!

A cada ano o ENETEC se torna mais forte, mais relevante e necessário para estimular desenvolvimento da educação em nosso país!! O seu esforço e dedicação (bem como da equipe que você coordena) demonstra que é possível transformar a nossa sociedade, motivando pessoas, autoridades e demais agentes públicos na busca de propostas e soluções criativas para o enfrentamento dos problemas relacionados à educação e à qualidade de vida de todos!

Um forte abraço!”

Maurício S. Silva – Diretor da Tes

 

“Celso, parabém pelo sucesso do evento!!! Lá eu senti a vibração de professores e alunos que utilizam o Visual Class!

Abraço fraterno a todos!”

Marivaldo Albuquerque – Diretor da Pentop

 

“Agradeço muito a oportunidade de ter participado de um evento tão grandioso e energizante com a participação das crianças e adolescentes.”

Prof. Maciel Redígolo – Coordenador de Ciências da Diretoria Regional de Ensino de Marília

 

“Você merece todos os elogios sempre. Muito a frente do tempo com propostas sempre que levam o melhor para as pessoas. 

Um forte abraço”

Cláudia Stippe – Diretora do Instituto Paramitas 

 

“Gostaria de agradecer sua atenção durante o evento em PP. Parabéns para voce e todo a equipe”

Dr. Álvaro Eiras da UFMG

 

“O evento foi fantástico. Pessoas muito gabaritadas.”

Tenente Cíntia P. T. Oliveira – Diretora de Comunicação da Defesa Civil do Estado de São Paulo

 

“Caro Celso,

Parabéns pelo evento brilhante!

Pra nós foi um prazer participar desse momento tão significativo e importante.”

Artur Mainardi Júnior – Diretor da Somai (Distribuidor do Robô NAO)

 

“Celso, eu tenho muitíssimo que agradecer pela sua sensibilidade disponibilizada para realização de minha pesquisa. O evento foi ímpar pra mim, fiquei encantada com a agilidade, eficiência, e dedicação de sua equipe. Obrigada por me oportunizar mais esta aprendizagem.”

Elisângela Ribeiro – Pedagoga e Mestranda pela UESB

“Caro Celso, bom dia!

Novamente, gostaria de parabenizá-lo e à sua equipe pelo grandioso evento realizado!

Foi uma honra poder participar mais uma vez como jurado desse evento, que sempre nos acrescenta novos conhecimentos.”

Edson Kai – Diretor da FUNDEC de Dracena

 

“Mais uma vez, Parabéns! Assisti a reportagem e fiquei feliz pelo teu sucesso.”

Helena Pontes – Educadora de Manaus

 

 

DEPUTADO ESTADUAL ED THOMAS FAZ A ABERTURA DO ENETEC 2016 E DA MESA REDONDA

O Deputado Estadual Ed Thomas ficou muito sensibilizado com o foco principal do evento: Combate ao Aedes aegypti e se comprometeu a colaborar nesta campanha de erradicação do vetor. Ed Thomas abriu o evento na parte da manhã, fazendo o discurso de abertura. E na parte da tarde, subiu ao palco para anunciar o seu engajamento no combate ao vetor, comprometendo-se a ser o mediador das propostas apresentadas pelos especialistas ao Governador Geraldo Alckmin, e aos prefeitos da região.

Deputado Ed Thomas Fazendo a Abertura da Mesa Redonda
Deputado Ed Thomas Fazendo a Abertura da Mesa Redonda

A abertura também contou com a participação do robô NAO (figura acima à direita), considerado o robô humanóide mais inteligente do mercado, manipulado pelo Arthur Mainardi Jr da Somai, que fez a abertura de manhã e de tarde, impressionando a platéia, jurados e palestrantes. E tirou fotos com todos os participantes dos Concursos Visual Class.

 

PREFEITURA DE RANCHARIA SAGRA-SE BICAMPEÃ DO XIII CONCURSO NACIONAL VISUAL CLASS

A Prefeitura de Rancharia vence pelo segundo ano consecutivo o Concurso Nacional Visual Class para alunos do ensino fundamental I, exclusivo para Prefeituras. Os alunos vieram vestidos de mosquito Aedes aegypti e deram um show de interpretação no palco, encantando os jurados e a platéia.

 

1º Lugar – Prefeitura de Rancharia – Dengue… Epa, Deu Zica!!!

image010

Projeto Publicado em http://www.class.com.br/projetos/2016_xiii_1_rancharia/

 

2º Lugar – Prefeitura de Álvares Machado  – Todos Juntos Contra as Drogas

image011

Projeto Publicado em http://www.class.com.br/projetos/2016_xiii_2_machado

 

3º Lugar – Prefeitura de Andradina  – BookTubers_Nem te Conto!

image008

Projeto Publicado em http://www.class.com.br/projetos/2016_xiii_3_andradina

 

Destaque Nacional – Prefeitura de Araguari  – A magia está no ar… Contos de Fadas na Escola

image002

 

 

 

PREFEITURA DE ARAGUARI CONQUISTA O X CONCURSO INTERNACIONAL VISUAL CLASS

O Centro Educacional Municipal Professor Hermenegildo Marques Veloso da Prefeitura de  Araguari (MG) venceu o X Concurso Internacional Visual Class para alunos do ensino fundamental e médio com o projeto  Caiu na Rede é Peixe. Os alunos demonstraram muita fluência no palco e se destacaram pela qualidade do conteúdo e pela forma didática de comunicação.

 

1º Lugar – CEM Prof. Hermenegildo Marques Veloso da Prefeitura de  Araguari (MG) – Caiu na Rede é Peixe

image003

Projeto Publicado em http://www.class.com.br/projetos/2016_x_1_araguari/

 

2º Lugar – EMEFEI Carlos Bueno de Toledo de Rancharia – Projeto Alimentação Saudável

image013

Projeto Publicado em http://www.class.com.br/projetos/2016_x_2_rancharia

 

3º Lugar – Esc. Prof. Gumercindo Corrêa de Almeida Moraes de Dracena – Combate a Dengue – Juntos Podemos

image016

Projeto Publicado em http://www.class.com.br/projetos/2016_x_3_dracena

 

Destaque Nacional – EMEIF GOVERNADOR MÁRIO COVAS de Álvares Machado – Amor  para Idosos

image002

 

PRÊMIO MELHOR TORCIDA – PREFEITURA DE ÁLVARES MACHADO

image018

 

PROFESSORA CLÉLIA DIAS MOTA DE ARAGUARI GANHA VIII CONCURSO NACIONAL PROFESSOR MULTIMÍDIA

 

O projeto “A Paz é a Gente que Faz!” da professora Clélia Dias Mota de Araguari foi o vencedor do VIII Concurso Nacional Professor Multimídia. A professora Clélia conseguiu desenvolver um projeto com grande impacto visual, utilizando os recursos de transição e movimento do Visual Class, combinado com uma bela trilha sonora, que emociona quem assiste ao projeto.

 

1º Lugar – Clélia Dias Mota de  Araguari – A Paz é a Gente que Faz!

image021

Projeto Publicado em http://www.class.com.br/projetos/2016_viii_1_clelia

 

2º Lugar – Sabino Chapukua de  Angola  – Combate a Malária e  Febre Amarela em Angola

image026

 

3º Lugar – Priscila Mendes Carneiro de Araguari – Projeto Loc-Aqui

 

unnamed

 

MESA REDONDA DE FORMAS COMBATE AOS MOSQUITOS DA ESPÉCIE AEDES AEGYPTI

A Mesa Redonda de Formas de Combate aos Mosquitos da Espécie Aedes aegypti foi realizada das 15:00 às 18:00 horas, com participação dos palestrantes(foto abaixo da esquerda para a direita): Dr. Álvaro Eiras da UFMG; Dr. Maulori Cabral da UFRJ; Dra. Margareth Capurro da USP;  Coronel José Roberto, Coordenador de Defesa Civil do Estado de São Paulo; Dr. João Zequi da UEL; Prof. Maciel Redígolo de Marília e Celso Tatizana que atuou como mediador.

image032

 

Algumas conclusões puderam ser extraídas da Mesa Redonda:

  • As medidas que vem sendo executadas no pais para o controle dos mosquitos da espécie Aedes aegypti, como a eliminação mecânica dos criadouros, são necessárias mas não são suficientes e não estão conseguindo controlar a proliferação dos mosquitos;
  • As armadilhas para captura de ovos ou adultos são ferramentas importantes tanto para a vigilância (detectar os locais com maior incidência de mosquitos) quanto para o controle (eliminar os insetos). Dr. Álvaro Eiras e Dr. João Zequi apresentaram armadilhas para vigilância operada por técnicos (MosquiTRAP e Ovitrampa) e Dr. Maulori Cabral e Dra. Margareth Capurro defenderam o uso massivo de armadilhas artesanais de garrafa pet pelos próprios moradores para eliminação dos insetos. Dra. Margareth propôs a associação da armadilha artesanal com o larvicida BTI(Bacillus Thuringiensis Israelensis) para evitar o desenvolvimento das larvas e assim aumentar a segurança do dispositivo. Enquanto Dr. Maulori e Prof. Maciel preferem o uso da redinha de microtule que retém as larvas e permite acompanhar o ciclo de vida do inseto para fins educacionais;
  • Segundo os palestrantes, o receio que a população tem de que a armadilha possa atrair mosquitos para picar os moradores não tem fundamento. Os mosquitos fêmeas procuram as armadilhas para depositar os ovos (oviposição) e não para picar. De acordo com Dr. Álvaro Eiras, as armadilhas não tem capacidade para atrair mosquitos da vizinhança ou da rua. Um grupo de pesquisadores canadenses utilizou armadilhas feitas com pneus com atrativo a base de feromônio, chamadas ovillanta, numa pequena cidade da Guatemala, que estava passando por um surto de Dengue, e em 10 meses conseguiram capturar cerca de 18.000 ovos em 84 ovillantas. Neste período não houve registro de caso de Dengue, demonstrando que as armadilhas não aumentam o risco de picadas;
  • Os inseticidas para eliminação de adultos (fumacê) não devem ser utilizados de forma preventiva ou sistemática, mas apenas em locais com surtos da doença (ou iminência de surto). O uso sistemático do fumacê pode provocar resistência nos mosquitos e danos ambientais como eliminação de outros insetos úteis como abelhas e mesmo causar problemas de saúde para o homem;
  • O plantio de Crotalária, que vem sendo executado em várias prefeituras e escolas, segundo o Dr. João Zequi da UEL não é eficaz. A Crotalária atrai a libélula, que por sua vez é predadora do Aedes aegypti adulto, mas infelizmente não ocupam o mesmo nicho.  A libélula gosta de ambiente ensolarado, aberto, enquanto o Aedes prefere ambiente sombreado dentro da residência. E a larva de libélula, que é predadora da larva de Aedes, prefere  corpos de água naturais com incidência de sol como lagos, açudes, e grandes tanques, enquanto a larva de Aedes prefere recipientes residenciais na sombra, portanto raramente são encontrados no mesmo criadouro. O mesmo ocorre com o plantio de Citronela, que também está sendo bastante incentivado pela imprensa como repelente natural protegendo as residências, mas também não é eficaz, causando uma falsa sensação de segurança;
  • Dra. Margareth Capurro alerta sobre o risco de uso de repelentes caseiros, a base de cravo, que não são eficazes na proteção contra a picada de insetos. O mesmo ocorre com outras receitas caseiras como alho, vitamina B12, vela de citronela. Os repelentes aprovados pela Anvisa são baseado em 3 princípios ativos: a base de Diethyl, de Icaridina ou IR3535. Infelizmente no Brasil o DEET apresenta concentração de Diethyl que varia de 6,75% a 11%, enquanto no exterior é superior a 20%. Com esta concentração menor é recomendável aplicar a cada 1 hora, embora o rótulo às vezes aponta um efeito de 4 a 6 horas. O repelente com maior duração do efeito é a Icaridina, que em testes de laboratório consegue proteger por 4 horas.

 

O jornal O Imparcial fez a cobertura da Mesa Redonda publicando uma matéria em destaque:

image035

 

A Faculdade de Comunicação da Unoeste (FACOPP) filmou todas as palestras da Mesa Redonda e irá disponibilizar os vídeos à Caltech Informática que publicará no Aplicativo Gratuito Class Player para acesso em dispositivos móveis. Assim que estiverem disponíveis, iremos anunciar no site www.class.com.br.

 

Celso Tatizana
www.class.com.br

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here