Cresce destinação sem custo de embalagens vazias

0
104

O Programa Cidade Sustentável livre de embalagens vazias vem evoluindo nos últimos anos em vários aspectos: cobertura da área coberta (mais de 90% do PIB), aumento do peso destinado (55.000 kg), aumento do número de frequência de recebimento (de 2 a 6 vezes por ano), aumento do número dos fabricantes participantes (16) e na direção oposta e igualmente boa, reduzindo o custo do kg destinado (no acumulado teve redução de aproximadamente 55%, este ano está tendo redução de 6% – a meta é reduzir o peso unitário anualmente mesmo aumentando o volume). Para isto o programa conta com parceiros que lideram a logística, segregação e destinação.

 

Segundo Paulo Henrique Costa, coordenador do programa, isto tem sido conquistado com a responsabilidade compartilhada pelo elos da cadeia do controle de vetores e pragas: empresas de controle de vetores e pragas, distribuidores, fabricantes, associações, governo e consultores estão cada dia mais participando do programa. Chegamos a ter este ano um recebimento volante no estado do Rio Grande do Norte que foi viabilizado com uma parceria entre a associação das empresas (ADERN) e a Vigilância Sanitária de Natal. Agora em outubro teremos outro recebimento volante viabilizado em Fortaleza, agora com a parceria entre o distribuidor e a Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo de Fortaleza.

 

Os interessados que quiserem entender mais do programa participando de um treinamento on line via skype devem enviar um e-mail para abas@as.org.br solicitando sua inscrição no treinamento (se custo).

 

Perfil atual do programa:

  • Atendimento fale conosco. www.as.org.br
  • Treinamento on line mensal. abas@as.org.br
  • Palestra para vigilâncias sanitárias de quase todos os estados. DASPE.
  • Autorização FEPAM (Rio Grande do Sul).
  • Termo assinado com a CETESB para o peração harmônica com a legislação estadual.
  • Convênio com Ministério da Saúde (em fase de assinatura).
  • Software on line (piloto em 2016) para emissão da declaração de devolução.

 

Projetos 2017:

  • Primeira unidade de recebimento – São Paulo (maior volume).
  • Homologação de recicladora – maior eficiência energética para o programa.
  • Ampliação do convênio com o Ministério da Saúde – novos estados.
  • Maior cobertura software emissão de declaração de devolução.

 

Participantes 2016: Basf, Bayer, Bequisa, Citromax, Clarke, DeLaval, De Sangosse, Dexter Latina, Dominus, Insetimax, Isorgan, Kelldrin, Rogama, Server Química, Sumitomo e Syngenta.