Setor de Controle de Vetores e Pragas consegue reajustar seus contratos

0
189
Setor consegue reajustar seus contratos

No histórico, a realidade reforça a teoria

Na prestação de serviço de controle de vetores e pragas é comum as empresas terem grande dificuldade em repassar os aumentos da inflação. E, segundo a teoria de marketing, um dos erros no gerenciamento de preço é a baixa frequência de revisão.

A Análise Setorial PHCFOCO, que gera estatísticas para o setor desde 2002, fez um levantamento da variação dos preços nos últimos 8 anos (dados do Painel de Vendas de Serviços). No acumulado, o setor reajustou o preço em 45,111% nos últimos 8 anos (acumulado) enquanto a inflação no período foi 52,419% (IPC – Índice de Preço ao Consumidor).

 

Parece que as coisas estão mudando

Se olharmos para os últimos 8 anos, podemos acreditar que este erro acontece também com o controle de vetores e pragas, ou seja, o setor reforça a estatística que a teoria apresenta. Empresas mantém em suas carteiras contratos antigos sem reajuste ou contratos com escopo incompatível com o valor cobrado do cliente. Porém, parece que as coisas estão mudando.

Em levantamento realizado pelo coordenador da pesquisa Paulo Henrique Costa (Engenheiro Agrônomo com mestrado em Economia), nos últimos 3 anos o reajuste acumulado foi de 25,066% e a inflação acumulada foi de 25,013%. Ou seja, nos últimos três anos as empresas repassaram para seus clientes, ou para sua carteira de clientes, a inflação do período.

 

O relacionamento entre o prestador e o contratante do serviço precisa melhorar

Como no acumulado o valor ainda não empatou, as empresas ainda têm que aprender como analisar a qualidade da sua carteira e precisam desenvolver métodos para convencer seus clientes de que o reajuste é necessário. Ou então, precisarão desenvolver a capacidade de substituir clientes novos com um valor mais compatível do que os antigos que não têm o preço compatível com o escopo do serviço.

 

A Análise Setorial PHCFOCO pode ajudar

A Análise Setorial PHCFOCO possui três ferramentas que podem auxiliar os empresários do setor.

  1. Painel de Vendas de Serviços: treinamento para uniformização do cálculo dos indicadores e acesso aos indicadores de mercado para analisar melhor sua performance e elaborar seus planejamentos.
  2. Painel Preço Médio: análise do quanto cada cliente está colaborando com a qualidade do negócio. Já tivemos um cliente que, mesmo com um faturamento de 2 milhões ano, identificou mais de 400 mil de valor que estava perdendo e poderia recuperar.
  3. Painel Potencial de Mercado: escolha os segmentos que têm mais potencial para a empresa crescer com sustentabilidade.

 

Mais informações em www.phcfoco.com.br > Pesquisa Análise Setorial.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here