Escorpiões são encontrados em loja no Centro de Curitiba; prefeitura diz que não há motivo para preocupação

Pelo menos dois escorpiões-amarelos foram encontrados dentro de uma loja na Rua XV de Novembro, no Centro de Curitiba, na última semana. Os animais foram encontrados na quinta-feira (25) no tapete do estabelecimento e a identificação trouxe à tona a preocupação de comerciantes e frequentadores da região para uma possível infestação do aracnídeo na parte central da cidade. No entanto, de acordo com a prefeitura da capital, não há motivo para preocupação.

Para a coordenadora da Unidade de Vigilância de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Ana Paula Poleto, o caso é considerado isolado.

“Não há motivos para maiores alardes. Os escorpiões vieram em um carregamento e se mantiveram no local”, explica. Segundo ela, os animais teriam vindo junto com um carregamento vindo de Santos, em São Paulo. “Pode acontecer de vir animais em cargas. Porém, é mais normal que isso aconteça em indústrias, em locais mais afastados”.

E a coordenadora destaca que o incomum do caso foi justamente o fato de os escorpiões terem sido localizados no Centro de Curitiba. Eles são mais comuns na região Norte do país e em locais com entulho — e o fato de eles estarem em um comércio de uma das ruas mais movimentadas da cidade acendeu um sinal de alerta. Como há muitas lojas na região, o acúmulo de caixas poderia favorecer uma proliferação. O que não é o caso.

Segundo Ana Paula, a loja em que os escorpiões foram encontrados tinha sido dedetizada há pouco tempo. “O veneno utilizado para dedetização não mata escorpiões — mais isso os irrita. Nós acreditamos que esse seja o motivo de eles estarem no tapete da loja”, diz.

Ainda assim, Ana Paula destaca que o caso foi considerado pontual e que não há motivo para preocupação. Como eles vieram de carona de outra região em um carregamento, não há como tratar o episódio como um surto e a população pode ficar tranquila para circular as ruas e lojas do Centro.

De qualquer forma, a orientação é que, caso alguém se depare com algum escorpião, ligue imediatamente para a Central 156. O ideal é que o local seja isolado e a pessoa aguarde o atendimento de uma equipe especializada. Em caso de picada, é importante que o paciente seja encaminhado ao atendimento médico. Se houver informação sobre a espécie do escorpião, o tratamento pode ser focado na especialidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *