Escorpiões Venenosos em Santa Catarina: Riscos e Prevenção

as especies mais letais de escorpiao em santa catarina - Pragas e Eventos
Conheça as espécies mais letais de Santa Catarina – Foto: Reprodução/ND

Aumento do Risco no Verão: Calor e Umidade Favorecem Escorpiões Venenosos

Com a chegada do verão em Santa Catarina, o clima ensolarado traz alegria, mas também alerta para o aumento do risco de acidentes com escorpiões venenosos. As altas temperaturas e umidade propiciam condições ideais para a reprodução desses animais.

Bióloga Identifica Espécies Preocupantes

Taciana Seeman, bióloga do CIATox/UFSC, destaca que os escorpiões peçonhentos no Estado pertencem ao gênero Tityus. As espécies mais letais incluem o Tityus costatus (escorpião manchado), Tityus banhiensis (escorpiões marrons) e o Tityus serrulatus (escorpião-amarelo), identificáveis pelo segundo espinho abaixo do ferrão.

Escorpiões Não Peçonhentos: Escorpiões-Pretos

Além dos venenosos, há os não peçonhentos, como os escorpiões-pretos do gênero Bothriurus, presentes em Santa Catarina e inofensivos aos humanos.

Riscos do Escorpião-Amarelo

O Tityus serrulatus, conhecido como escorpião-amarelo, é o mais perigoso em Santa Catarina. Sua picada pode causar sintomas graves, incluindo diarreia, arritmia cardíaca e confusão mental. Em casos extremos, pode levar à morte por dificuldades respiratórias.

Sintomas e Primeiros Socorros

Os sintomas incluem dor intensa, febre, inchaço e ataque ao sistema nervoso periférico. Em caso de picada, é crucial lavar o local com água e sabão, buscar ajuda médica e, se possível, levar o escorpião junto.

Prevenção e Uso Ineficaz de Veneno

Taciana alerta que o uso de veneno não é eficaz contra escorpiões, podendo até aumentar sua população. A prevenção inclui manter ambientes limpos, vedar soleiras, fechar ralos e usar EPIs, como luvas e sapatos fechados.

Escorpiões têm grande reprodução e algumas espécies podem ter até 95 filhotes
Vídeo: Jackson Preuss/Divulgação/ND