O que é a febre por mordida de rato?

É uma doença humana rara, aguda e febril, causada por bactérias transmitidas por esses roedores.

0
88

Rato morde?

Em condições normais os ratos não mordem as pessoas e até as evitam. Os ratos têm mais medo das pessoas do que as pessoas têm medo dos ratos. Por isso, a mordida de rato é tão rara. No entanto, quando ameaçados ou agredidos, eles tentarão se esgueirar e arranhar ou morder para se defenderem.

O que é a febre por mordida de rato?

A febre por mordida de rato é uma doença humana rara, aguda e febril, causada por bactérias transmitidas por esses roedores. A doença tomou esse nome porque frequentemente ela é transmitida pelo fato dos ratos morderem a pele humana, criando uma porta de entrada para as bactérias.

Quais são as causas da febre por mordida de rato?

A febre por mordida de rato é uma doença infecciosa que pode ser causada por duas bactérias diferentes: o Streptobacillus moniliformis, mais comum no Ocidente, e o Spirillum minus, que ocorre principalmente na Ásia. As pessoas adquirem a doença de roedores infectados ou através do consumo de alimentos ou de água contaminados com urina, fezes ou secreções do animal, mas a maioria dos casos é devido à mordida do animal.

Quais são as principais características clinicas da febre por mordida de rato?

As mordidas de ratos podem ser superficiais ou profundas. Algumas pessoas terão as marcas de uma punção simples, enquanto outras exibirão múltiplas perfurações. Com frequência, ocorre um sangramento em consequência da mordida.

A mordida de ratos pode levar a outros males que não a chamada “febre por mordida de rato”. A saliva de algumas espécies de ratos pode veicular doenças perigosas, como leptospirose e Hantavirose. Em outros casos, as vítimas de mordida de rato podem contrair o tétano, que esses animais também podem transmitir. Embora essas infecções sejam raras, todas as picadas de roedores devem ser limpas e desinfectadas pronta e completamente.

Os sintomas mais comuns da mordida de rato, que geralmente ocorrem três a dez dias após um rato infectado morder uma pessoa, são dor, vermelhidão, inchaço local e, se ocorrer uma infecção secundária à mordida, pode haver a presença de pus na ferida. Se houver contaminação estreptobacilar da própria mordida (febre por mordida de rato), pode ocorrer febre, dor muscular, vômitos, dores nas articulações, dor de cabeça, febre, erupções cutâneas, úlcera no local da mordida, inchaço e linfonodos aumentados.

Ratos e camundongos muito raramente são infectados com raiva e, ao que parece, a mordida deles não transmite esta doença aos humanos.

Como o médico diagnostica a febre por mordida de rato?

A febre por mordida de rato deve ser suspeitada em pessoas com história conhecida ou suspeita de exposição a esses roedores e que apresentem erupção cutânea, febre e artrite. A doença pode ser diagnosticada isolando o Streptobacillus moniliformis do sangue, líquido sinovial ou outros fluidos corporais. Contudo, o Streptobacillus moniliformis é difícil de crescer em meio de cultura comum e requer meios específicos e condições especiais de incubação.

O Spirillum minus não cresce em meios artificiais. Por esse motivo, o diagnóstico é feito através da identificação de espiroquetas características em microscopia.

Como o médico trata a febre por mordida de rato?

O tratamento de escolha para a febre por mordida de rato é a penicilina, mas podem ser usadas também as cefalosporinas, eritromicina, nitrofurantoína, bacitracina, tetraciclina e vancomicina, entre outros que sejam apontados como eficazes pelos testes de susceptibilidade aos antibióticos.

Para pacientes com alergia à penicilina, tanto a estreptomicina quanto a tetraciclina parecem ser efetivas. Os pacientes com endocardite por Streptobacillus moniliformis requerem terapia com doses altas de penicilina em combinação com estreptomicina ou gentamicina.

Como evolui a febre por mordida de rato?

Se não for convenientemente tratada, a febre por mordida de rato pode ser uma doença grave ou mesmo fatal. A vacina contra o tétano deve ser indicada para as pessoas que não a receberam nos últimos anos. Até hoje, não se conhece casos de transmissão da raiva por ratos ou outros roedores.

Como prevenir a febre por mordida de rato?

A prevenção da febre por mordida de rato consiste basicamente em:

  • Evitar a mordida do animal ou tomar certos cuidados no contato com eles.
  • Lavar as mãos depois de ter tido contato com eles.
  • Evitar comidas ou bebidas que possam ter entrado em contato com esses animais.
  • Se tiver em casa um ratinho branco de estimação, usar sempre luvas de borracha ao limpar a gaiola do animal.

Quais são as complicações possíveis da febre por mordida de rato?

Se não for tratada adequadamente, a febre por mordida de rato pode resultar em endocardite, miocardite, meningite, pneumonia ou sepse. A taxa de mortalidade para a enfermidade não tratada é de 7 a 13%.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here