Ribeirão Preto registra alta de 450% em ataques de escorpiões em 2018, diz Saúde

Segundo a coordenadora do Programa Municipal de Vetores, Lúcia Taveira, o crescimento dos ataques tem relação direta com o aumento da temperatura e com os temporais de Verão. Isso porque o ambiente quente e úmido é propício para a reprodução dos escorpiões.

“O excesso de água na área externa da casa provoca o desalojamento dele, porque a nossa rede pluvial está infestada. É onde tem abrigo, alimento e a temperatura ideal, que é úmido e quente. Então, ele invade a casa pelos ralos e consegue subir por qualquer superfície”, explica.

Aumento de temperatura e chuvas ajudam na proliferação dos escorpiões em Ribeirão Preto (SP). — Foto: Reprodução/EPTV/Arquivo

Segundo Lúcia, quatro espécies de escorpião são encontradas no Brasil. O animal se alimenta de insetos e, normalmente, se esconde entre pedras, entulhos e lixo. Assim, para evitar acidentes, a coordenadora orienta manter as casas limpas e organizadas.

“A pessoa deve evitar pilhas de tijolos, de telhas e, se tiver que armazenar, colocar o mais longe possível da casa. O escorpião pode andar pela parede, por debaixo da porta, ou ralos. Por isso, é importante colocar rodapé nas portas, telas nas janelas e vedar os ralos”, diz.

Ainda segundo a coordenadora, caso o morador encontre um escorpião, deve guardá-lo dentro de um recipiente de vidro e levar até à unidade da Vigilância Epidemiológica ou o Centro de Controle de Zoonoses, na Zona Norte de Ribeirão.

“Em caso de acidente, procurar imediatamente uma unidade de saúde. O médico vai fazer o bloqueio anestésico e tentar até três vezes amenizar a dor. Se não conseguir, será encaminhado à Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas, porque lá está o soro”, afirma.

A Secretaria Municipal da Saúde também orienta a população a verificar roupas e sapatos, antes de vesti-los. Dor intensa, sensação de ardência e inflamação local são os sintomas mais comuns da picada de escorpião. Nessa caso, o morador deve se dirigir à unidade de saúde mais próxima.

Em caos de acidente com escorpiões, a pessoa deve procurar imediatamente a Unidade de Saúde, diz coordenadora de Vigilância Ambiental. — Foto: Reprodução/EPTV/Arquivo
Em caos de acidente com escorpiões, a pessoa deve procurar imediatamente a Unidade de Saúde, diz coordenadora de Vigilância Ambiental. — Foto: Reprodução/EPTV/Arquivo

Autor: Comunicação Pragas e Eventos

Você encontrou algo no nosso site que parece estar incorreto?
Deseja nos enviar alguma crítica ou sugestão sobre ele?
Basta entrar em contato conosco pela secção de comentários aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *