491 casos suspeitos de dengue são registrados em Cascavel – Ouça agora

0
21

A Secretaria de Saúde divulgou hoje (18) o Informe Técnico nº 02/2017 com os dados consolidados de dengue, zika vírus e febre chikungunya notificados desde a semana epidemiológica nº 31/2015 (agosto de 2015) até a semana epidemiológica 03/2017 (14/01/2017). No período, foram notificados 491 casos suspeitos de dengue. Desses, 23 são positivos autóctones, 228 foram descartados e os outros 240 estão em andamento (aguardando período de coleta ou resultado de exame).

Os bairros com casos positivos de dengue são o Alto Alegre (1), Alvorada (1), Brasília (2), Cascavel Velho (1), Centro (1), Cidade Verde (2), Floresta (1), Morumbi (2), Neva (1), Padovani (1), Parque dos Ipês (1), Parque São Paulo (1), Santa Cruz (1), Santo Onofre (2), Universitário (4) e XIV de Novembro (1).

Febre chikungunya
Para o mesmo período, foram notificados 57 casos suspeitos de febre chikungunya. Desses, 23 foram descartados e os outros 34 estão em andamento.

Zika vírus
Em relação ao zika vírus, foram notificados 89 casos suspeitos, um caso confirmado de infecção congênita; 41 casos foram descartados e os outros 48 estão em andamento.

Controle do Vetor
Durante as duas primeiras semanas de janeiro os agentes comunitários de saúde e os agentes de endemias realizaram 25.583 visitas domiciliares em residências abertas e mais 7.586 residências estavam fechadas ou recusaram a visita dos agentes.
Nessas visitas, os agentes orientam sobre a eliminação de focos e criadouros do Aedes aegypti, sobre a importância dos cuidados diários para evitar a proliferação do mosquito, sobre a coleta de larvas quando encontradas e o tratamento com larvicida e orientações sobre as doenças.

LirAa
Entre os dias 9 e 11 de janeiro, o Programa de Controle de Endemias realizou o 1º LiraA deste ano. O levantamento indicou 1,7% de infestação, considerado de risco médio para epidemia, segundo o Ministério da Saúde.

Ações de combate ao vetor

Durante os dias 19 e 20 de janeiro o Programa de Controle de Endemias e os agentes comunitários de saúde da UBS Faculdade realizarão atividade de sensibilização, orientação e eliminação de criadouros nos Bairros Faculdade e Universitário. Essas localidades foram escolhidas por concentrarem um número importante de casos positivos de dengue.
Ação parecida será realizada em outras localidades durante a segunda quinzena de janeiro.

Recomendações em relação a gestantes
Toda gestante deve ser acompanhada em consultas de pré-natal, realizar todos os exames preconizados e recomendados pelo profissional médico, não consumir bebidas alcoólicas, não fazer uso drogas licitas e/ou ilícitas, não fazer uso de medicamento sem orientação do médico.

É extremamente importante que as gestantes adotem medidas que eliminem a presença do mosquito Aedes aegypti: retirar recipientes que tenham água parada, cobrir adequadamente os locais de armazenamento de água, vistoriar o quintal para eliminar qualquer tipo de local que possa acumular água.

Outra recomendação do Ministério da Saúde é o uso de roupas de cores claras, de preferência calça e camisa de manga longa, uso de repelentes indicados para gestante.
Em relação aos repelentes não há contra indicação de uso, desde que os mesmos estejam devidamente registrados na Anvisa. As recomendações de uso descritas no rótulo do repelente devem ser seguidas.

Definição de caso suspeito

DENGUE: paciente com febre alta, acompanhada de dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, dor muscular, dor nas articulações, manchas vermelhas na pele.

FEBRE CHIKUNGUNYA: paciente com febre de inicio súbito maior que 38,5 graus, dores articulares intensa, acompanhada de dor de cabeça, fadiga, manchas vermelhas na pele.

ZIKA VÍRUS: paciente com manchas vermelhas na pele, podendo ter febre ou não (normalmente febre baixa), conjuntivite sem secreção, dor e edema nas articulações.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here