O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) começou a fiscalizar as árvores de Dourados, segundo maior município de Mato Grosso do Sul, há duas semanas para combater os criadouros do mosquito Aedes Aegypti que se formam nas cavidades dos troncos.

Uma das regiões encontradas com o foco de larvas foi a área pública conhecida como Campo do Zé Tabela. Segundo o CCZ, quanto o maior volume de chuva, maior deve ser a preocupação. Uma das alternativas é tapar os buracos nas árvores com areia ou pedra, para que a água da chuva não acumule mais.

Depois do período de reprodução, a fêmea do mosquito procura locais ou recipientes com água para depositar os ovos. Do começo do ano até agora, em Dourados, foram 58 notificações de dengue, seis casos foram confirmados.

O CCZ cobra mais atenção dos moradores e gestores de áreas públicas, se a equipe voltar e encontrar focos do Aedes Aegypti, o dono ou o responsável pela área pode ser multado.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here