Cinco cidades concentram metade dos casos no Paraná

0
9

A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná divulgou ontem o novo boletim da dengue, com 493 casos positivos. Segundo o relatório, apenas cinco cidades representam quase a metade dos casos confirmados em todo o Estado. Maringá (98), Londrina (61), Paranaguá (34), Cascavel (23) e Marialva (20), lideram a lista de municípios com a ocorrência d doença. Curitiba tinha registro de 11 casos positivos. O relatório abrange casos de agosto de 2016 até ontem.

Em relação ao boletim da semana passada, são vinte casos a mais — eram 473 casos no dia 7 de fevereiro. Até o momento, apesar da preocupação, nenhum município paranaense apresentava condição de epidemia da doença, como aconteceu no ano epidemiológico passado, que contou com mais de 56 mil casos de dengue.

Mayaro — Mais um vírus pode ser transmitido pelo Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, é o vírus Mayaro. Embora não seja um novo vírus, o Mayaro tem preocupado especialistas desde o ano passado. Ele foi descoberto em 1954 em Trinidad e Tobago, mas até agora só se sabia de surtos isolados na selva amazônica e em outras partes da América do Sul, como Brasil e Venezuela. Em 2016, pesquisadores da Flórida o identificaram no Haiti, em um menino de 8 anos, com febre e dores abdominais.
Concluiu-se, portanto, que este vírus pode estar se espalhando pelo continente. “A principal preocupação é de que ele tenha se adaptado, pois antes era transmitido apenas por mosquitos vetores silvestres e agora aparentemente pode ser transmitido por mosquitos vetores urbanos que já estão espalhados pelo mundo: Aedes aegypti principalmente, e o Aedes albopictus”, comenta o médico Jaime Rocha, infectologista da Unimed Laboratório.
Este vírus provoca a Febre do Mayaro e os sintomas são semelhantes aos da dengue e chikungunya.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here