Governo do Rio reforça combate ao Aedes neste verão

0
2

A Secretaria Estadual de Saúde não descarta um surto de chikungunya no Rio de Janeiro, neste verão. Por isso, o combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti está sendo reforçado.

De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, ainda em janeiro as Forças Armadas vão apoiar nas ações de prevenção em dez municípios do Rio.

Os casos de febre chikungunya no Rio cresceram muito em um ano. Em 2015, foram 105 ocorrências. Já de janeiro de 2016 ao início deste mês foram mais de 15,2 mil notificações de pacientes com suspeita da doença.

Além disso, neste ano dez pessoas morreram por causa da chikungunya no estado. Os dados são do último boletim enviado no dia 6 de dezembro. Este aumento preocupa o subsecretário de Vigilância em Saúde.

O número de casos de dengue também cresceram neste ano. De janeiro ao final de novembro do ano passado foram quase 66 mil casos. Já de janeiro ao início de dezembro deste ano foram mais de 67,6 mil notificações.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, mais de 90% dos municípios do Rio de Janeiro já estão com planos de contingência aprovados pelos conselhos municipais de saúde.

O mosquito Aedes aegypti é responsável pela transmissão dos vírus causador da dengue, zika e a chikungunya.

A campanha “10 Minutos Salvam Vidas”, busca incentivar a população a tirar 10 minutos, por semana, para eliminar os possíveis focos do mosquito em suas casas.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here