Mesa redonda sobre febre amarela tem inscrições abertas em Lavras, MG

Evento será realizado no dia 14 de março, às 18h, na UFLA. Inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela internet.

0
20

A Universidade Federal de Lavras (Ufla-MG) está com inscrições abertas para um dia de palestras e mesa redonda sobre febre amarela na instituição. Especialistas da área de saúde participarão do evento, que é aberto ao público, no dia 14 de março. As inscrições podem ser feitas pela internet. Cerca de 300 pessoas são aguardadas para o encontro.

“Nós queremos esclarecer para a população sobre a atual epidemia de febre amarela. No momento não há casos da doença em Lavras, mas isso pode mudar a qualquer hora, por isso a importância da prevenção”, explica a professora de medicina veterinária, Elaine Maria Seles Dorneles, que é uma das coordenadoras do evento.

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, divulgado na sexta-feira (3), 260 casos de febre amarela estão confirmados em Minas Gerais, dos quais 99 resultaram em morte do paciente.

No Sul de Minas, das quatro confirmações registradas em Delfinópolis (MG), três se referem a pessoas que morreram. Lavras e as cidades de  Poços de Caldas (MG), Três Pontas (MG), Varginha (MG)  receberam a confirmação de que macacos morreram por febre amarela, o que colocou os municípios, junto com Delfinópolis, no nível 3, considerado de máximo risco para proliferação do vírus transmissor da doença.

“A mesa redonda vai tirar dúvidas sobre a vacina contra a gebre amarela, o que é essa doença, como são as epidemias, como acontece a contaminação e o que está acontecendo na região”, diz a professora. “Antes da mesa redonda ainda haverá três mini palestras de 30 minutos cada.”

O  infectologista da Ufla, professor Sílvio Augusto Corsini Menicucci, e o professor do Departamento de Ciências da Saúde, Thales Augusto Barçante, vão conduzir a mesa redonda. Já para as palestras, os convidados são a secretária regional de saúde de Varginha (MG), Monique Borsato Silva Filarti, e os especialistas em vacinação contra a febre amarela da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Olindo Assis Martins Filho e Ana Carolina Campi Azevedo.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here