Período chuvoso em Fernandópolis exige cuidados contra a dengue

Neste ano, Fernandópolis já confirmou 793 casos da doença; mais 15 de zika e um de chikungunya

0
20

FERNANDÓPOLIS – Os dias de tempo chuvoso exigem cuidados redobrados para evitar a proliferação do Aedes aegypti, transmissor da dengue zika e chikungunya. Outubro ainda é um dos meses com o menor número de casos de dengue em Fernandópolis, porém, é preciso ficar atento.

A orientação fundamental para reduzir a proliferação do Aedes aegypti no município é não deixar água acumulada em recipientes nos quintais.

Neste ano, Fernandópolis já notificou 1.078 possíveis casos, com 793 confirmações de dengue, sendo 36 de janeiro, 79 de fevereiro, 246 de março, 248 de abril, 127 de maio, 33 de junho, 16 de julho, seis de agosto, um de setembro e um de outubro.

A Secretaria Municipal de Saúde faz diariamente o trabalho preventivo, com orientações à população nas residências e estabelecimentos comerciais e também palestras nas escolas. A colaboração dos moradores para manter baixo o número de doentes é essencial.

Com relação à Zika, são 28 notificações e 15 casos confirmados até o momento, desde o início do ano, sendo um em março, três em abril, 9 em maio, um em junho e um em julho.

Já a chikungunya teve um caso confirmado em Fernandópolis, neste mês. O paciente é acompanhado pela Atenção Básica e Cadip (Centro de Atendimento às Doenças Infecto-parasitárias) e está bem.

Com a chegada do feriado de Finados, em 2 de novembro, a orientação é que os visitantes dos cemitérios não joguem lixo no chão e usem areia nos vasos de flores, que devem estar sem embalagens de plástico. A equipe de Controle de Vetores vai aproveitar a data para distribuir folhetos com orientações e saquinhos de areia para os vasos.

Prevenção

A melhor forma de se evitar a dengue, zika vírus e chikungunya é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não juntar água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d`água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here