Presidente Prudente registra 1º caso suspeito de chikungunya em 2017

Paciente é morador do condomínio residencial Damha 1. Vigilância Epidemiológica fará nebulização no bairro nesta quinta-feira (9).

0
18

A Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM) anunciou nesta quarta-feira (8) o registro do primeiro caso suspeito de febre chikungunya em Presidente Prudente, mas com origem fora do município. O paciente é morador do condomínio residencial Damha 1 e viajou para o Estado do Pará recentemente. A Vigilância Epidemiológica Municipal ainda aguarda a análise do Instituto Adolfo Lutz para que seja confirmada a contaminação. A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo vetor da dengue, do vírus zika e da febre amarela.

O órgão informou que o paciente chegou a Presidente Prudente dentro do período de transmissão de doença no ser humano, que é dez dias. “O índice de infestação de mosquitos no município está muito alto. Diante disso, já foi feito hoje o bloqueio de vetores no bairro, controle de criadouros, orientações aos moradores e outras providências também podem ser tomadas. O bairro será nebulizado amanhã [9], às 8h30”, afirmou a diretora da VEM, Elaine Bertacco. Ela ainda lembrou que o bloqueio de criadouros já havia sido feito no bairro em 23 de janeiro, dentro da rotina da VEM.

Elaine ressaltou a importância de estar atento aos sintomas da doença. “Qualquer alteração no organismo deve ser cuidada quando se chega de locais onde há epidemias”, alertou.

Ela ainda chamou a atenção para os principais sintomas da chikungunya. “Febre alta de início súbito, dor de cabeça, náuseas, conjuntivite, dores intensas nas articulações, coceira e manchas vermelhas na pele. Tendo esses sintomas, é necessário procurar o serviço de saúde com urgência”, enfatizou.

O órgão destacou que a fêmea do mosquito que transmite a doença em mais de 80% dos casos se encontra dentro das casas.

“Pedimos que os moradores colaborem com os agentes de endemias abrindo suas casas [janelas e portas] no momento da nebulização para que o controle seja efetivo. Em virtude de o município se encontrar situação de alerta, pedimos à população que vistorie seus quintais e elimine todos os possíveis criadouros”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here