PREVENDO MAIOR EPIDEMIA, MS NÃO AUMENTA RECURSOS PARA COMBATE AO MOSQUITO

0
15

As previsões não são boas e Mato Grosso do Sul, assim como outros estados do Brasil, deve enfrentar intensa epidemia das doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti. A campanha de combate ao mosquito foi lançada hoje pelo Governo do Estado e a previsão é que sejam investidos no ano que vem os mesmos valores deste ano, R$ 20 milhões.

De acordo com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a maior parte do valor será encaminhada para as ações dos agentes comunitários de saúde, que recebem bônus para que as visitas nas casas, onde estão 80% dos focos, sejam mais criteriosas.

“Todos os anos estamos aumentando o orçamento na saúde, na questão do combate, é uma luta que tem que ser bem articulada. Agora vem época com maior número de incidência de chuva e vai ocorrer transmissão a nível municipal”, afirmou Azambuja.

Nos últimos anos, de acordo com o próprio governador, o Estado sempre teve acréscimo nos investimentos de um período para o outro, mas desta vez os valores ficarão estagnados no mesmo patamar de 2016.

Relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) também revelou desvios por parte do Estado de cerca de 48% dos recursos enviados pelo Ministério da Saúde para combate ao mosquito.

Secretário estadual de saúde, Nelson Tavares afirmou que o cenário atual representa extrema preocupação aos gestores públicos porque o número de vítimas da dengue, zika e chikungunya deve aumentar nos próximos meses.

Ainda segundo o secretário, mais 15 veículos serão encaminhados para cidades do interior a partir de hoje para fortalecer os trabalhos do fumacê.  A reportagem flagrou que parte dos carros estão com o maquinário do fumacê antigo. Confira nas imagens abaixo:

carros-campanha-contra-dengue-bruno-henriquecarros-campanha-contra-dengue-bruno-henrique-1

 

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here