Secretaria de Estado atualiza dados e Araxá registra 3971 casos de dengue. Saiba Mais…

Com início do período de chuva, população deve redobrar o cuidado para evitar manter lugares propícios para a criação do mosquito

0
7

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta quinta-feira, 20, um novo balanço da dengue em Araxá. Com o início do período de chuvas e o aumento dos focos de acúmulo de água, a população deve redobrar o cuidado para evitar manter lugares propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

De janeiro até o dia 16 de setembro, Araxá registrou os seguintes números:

DENGUE

– 6.456 notificações

Positivos – 3971
Negativos – 2452
Aguardando resultado – 33

ZIKA

– 13 notificações

1 caso confirmado

CHIKUNGUNYA

– 4 notificações

1 caso confirmado

Na semana entre os dias 10 e 16 de outubro, a SMS recebeu três notificações de dengue. Um dos casos já teve resposta e deu negativo, as outras duas ocorrências aguardam resultado.

O setor de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde está com dez equipes de agentes de endemias. Nove trabalham visitando as residências para combater os focos e uma equipe especial fica encarregada de pontos estratégicos, como cemitérios, borracharias e ferros-velhos.

A referência técnica em vigilância ambiental da Secretaria Municipal de Saúde, Flávia Rios, informou que planeja iniciar em novembro o projeto Mutirão Bota-Fora, com ajuda de um caminhão da prefeitura para recolher materiais inutilizados que possam acumular água parada. O objetivo é combater os focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here