Semusa organiza início da campanha contra dengue em Ji-Paraná

Para a secretaria, campanha deve manter a situação na cidade estável. Entre ações, está o uso de telas em fossas sépticas domésticas.

0
18

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) começa os trabalhos de combate ao Mosquito Aedes Aegypti em Ji-Paraná, região central do estado. Com o período chuvoso chegando, a Semusa quer intensificar as ações contra a dengue, chuikungunya e zika vírus, todos transmitidos pelo mesmo mosquito. Vários setores devem ser incluídos na campanha que começa em novembro deste ano.

A comissão multidisciplinar é organizada pela Semusa em parceria com representantes do departamento da Atenção Básica à Saúde, Epidemiologia, Vigilância Ambiental, Hospital Municipal, Endemias, assim como de várias secretarias municipais e órgãos estaduais.
Neste semestre, a intenção é ter um planejamento para que, antes e durante a época mais crítica, de dezembro a fevereiro, as estratégias de combate e conscientização já estejam bem alinhadas e permaneçam sendo eficazes e garantindo o controle.

Em 2015, de acordo com o Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes Aegypti, em Ji-Paraná o índice chegou a 4%, sendo que o ideal é abaixo de 1%. Este levantamento é feito trimestramente, e em abril deste ano, este número caiu para 0,9% que é considerado pela secretaria um índice controlado da situação .

Para a Semusa, algumas ações simples foram muito eficazes e garantiram o sucesso da campanha no combate ao mosquito. Uma delas foi a utilização de telinhas para impedir a proliferação do mosquito em fossas sépticas domésticas. Depois de descobrir-se que o mosquito também se prolifera nestes locais, as telinhas foram distribuídas aos agentes comunitários de saúde. Assim, esta medida preventiva será mantida na campanha.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here