Vigilância em Saúde captura 233 escorpiões amarelos em São Miguel do Iguaçu

BUSCA ESCORPIOES 702x336 Easy Resize.com 1 - Pragas e Eventos
Foto: Portal Sou Agro

Buscas noturnas revelam aumento preocupante na presença de escorpiões na cidade

A equipe de Agentes de Combate a Endemias (ACE’s) da Vigilância em Saúde de São Miguel do Iguaçu, vinculada à Secretaria de Saúde, intensificou suas operações para controle dos escorpiões amarelos na região. Somente no mês de novembro, 233 desses animais foram capturados durante buscas noturnas.

Atividades Concentradas

As buscas foram concentradas no centro da cidade e em dois quarteirões próximos à Delegacia da Polícia Civil. A ação visa reduzir a presença desses aracnídeos em áreas urbanas, onde a incidência de baratas, seu principal alimento, é mais significativa. Em dezembro, as buscas continuarão sendo realizadas duas vezes por semana.

Causas da Presença

Uma das principais razões para a aproximação dos escorpiões amarelos das áreas urbanas é a abundância de baratas, que são sua principal fonte de alimentação. Além disso, o acúmulo de entulhos, especialmente madeiras e galhos, também contribui para a presença desses animais na cidade.

Medidas Preventivas

O elevado número de escorpiões capturados ressalta a necessidade de medidas preventivas por parte da comunidade. A coordenadora de Endemias, Dejane Dondossola, destaca a importância de fechar ralos, vedar soleiras de portas, realizar dedetização, e manter a limpeza e vedação de caixas de gordura. Cuidados no pátio, como evitar acúmulo de folhas e materiais orgânicos, além de vedar rachaduras e buracos em muros, são ações eficazes.

Comunicação e Coleta de Dados

É crucial informar imediatamente os estabelecimentos de Vigilância e Atenção Básica em Saúde ao encontrar escorpiões nas residências. O contato em São Miguel do Iguaçu é: (45) 3565-8146. Essa ação possibilita a coleta de dados e busca ativa para um controle mais eficaz desses animais na região.